domingo, 1 de abril de 2018

Instituto Integral lança a primeira Organizadora de Recursos em Concursos Públicos

"Jamais devemos nos envergonhar daquilo que não sabemos. Vergonha é fingir que se tem todas as respostas." [Neil deGrasse Tyson - em Cosmos]
"Muitos são orgulhosos por causa daquilo que sabem; face ao que não sabem, são arrogantes." [Johann Goethe]
"Se você está descrevendo a verdade, deixe a elegância para o alfaiate." [Albert Einstein]



Prezados,

Tudo bem?

Recebemos, no Instituto Integral, um volume muito grande de reclamações de candidatos em Concursos Públicos, referentes a questões com os mais variados erros, como formulação mal-feita, fora do programa da prova, com duplicidade de alternativas corretas ou com ausência de alternativa que contemple o comando da questão.

As solicitações pedem uma boa fundamentação teórica para que as questões sejam anuladas.

O quadro atual tem sido preocupante, devido ao alto volume de questões que apresentam os mais variados problemas...

Nas análises que fazemos das questões enviadas, podemos apontar um fato positivo: os candidatos estão cada vez mais bem preparados, pois, na maioria das questões que recebemos, as reclamações procedem.

Quatro são os motivos que levam uma questão de Concurso Público a ser anulada:

1. A questão está fora do Programa proposto para a prova;
2. A questão não tem alternativa que contemple o seu Comando;
3. A questão tem mais de uma alternativa correta;
4. A questão apresenta violação conceitual.

Muitos candidatos perdem seus recursos por não terem uma boa noção de como se deve redigir e apresentar um bom recurso, para que alcance o deferimento almejado.

Já fui examinador de Concursos Públicos (entre 2007 e 2014), tendo elaborado mais de 1.000 questões de Raciocínio Lógico, Matemática, Estatística e Matemática Financeira. Dentre todas as questões recorridas, cerca de doze foram anuladas. Em todos os casos (de anulação de uma questão elaborada por mim), o Recurso estava muito bem redigido e claro. Em contrapartida, houve recursos que sequer motivaram o reexame da questão, pois estavam pessimamente redigidos...

Para que tenha consistência, um Recurso deverá conter os três elementos apresentados a seguir.

1. Questionamento:
O questionamento deve trazer, de forma clara e sucinta, o motivo que levou o candidato a interpor seu Recurso. Quer uma dica? No questionamento do seu recurso, apenas cite um (ou mais, se for o caso) dos 4 motivos elencados acima.

Exemplo: "A questão viola o próprio conceito abordado."

2. Fundamentação Teórica:
Neste ponto, a maioria dos recurso apresenta falha grave, e muitas vezes leva à perda da questão por fundamentações pífias, ou ausentes.

Como examinador, já recebi muitos recursos que continham apenas a palavra "Teste". Outros, simplesmente pediam a anulação da questão por terem feito a marcação de modo incorreto na grade de respostas...

A Fundamentação Teórica é o coração do seu recurso, e não deve ser feita de qualquer forma, somente porque o candidato "acha" que a questão deve ser anulada, pois "precisa daquele ponto para alcançar aprovação".

Há candidatos que pedem ajuda ao professor do cursinho, mas isso não garante o sucesso, uma vez que muitos dos professores dos cursinhos não têm a formação ou a qualificação necessária para ministrar aulas de certas matérias, dentre elas (e principalmente!) o Raciocínio Lógico. Veja nesta postagem um exemplo de recursos redigidos por um professor de cursinho: http://profmilton.blogspot.com.br/2014/08/recursos-susepe-2014-respostas.html

Ao interpor o seu recurso, o candidato deverá procurar um profissional altamente qualificado para a tarefa, que tenha formação acadêmica compatível.

Há que se ressaltar que nem mesmo a contratação de profissionais de alto gabarito garante o sucesso no recurso. Neste caso, o candidato esbarra em outro grande obstáculo: a própria banca examinadora! Veja esses exemplos: (1) http://profmilton.blogspot.com.br/2017/07/nullius-in-verba.html; (2) http://bit.ly/RLF_Cap_3; (3) http://bit.ly/RLF_Cap_3_P_2.

O que pretendo ressaltar aqui é que, interpondo o seu recurso "de qualquer forma", o candidato poderá estar deixando escapar uma boa oportunidade, ainda que tenha razão...

3. Requerimento:
O requerimento é o fechamento do Recurso e também deve ser apresentado de modo sucinto, pois informa à banca examinadora o encaminhamento que o candidato pretende ver para a questão.

Exemplo: "Diante do exposto, solicito a anulação da questão." ou "Diante do exposto, solicito a mudança da alternativa do gabarito, de X para Y."

Nunca (mas nunca mesmo!) faça mais de um requerimento no mesmo recurso. Já recebi recursos com requerimentos do tipo: "Solicito a anulação da questão, ou a mudança do seu gabarito para a alternativa X ou Y." Coisas desse tipo revelam um candidato mal-preparado, que está simplesmente querendo "ganhar a questão no grito"...


O que faz e para que serve uma Organizadora de Recursos

Uma Organizadora de Recursos atua como um "tribunal superior" ou uma "segunda instância" no que diz respeito a um Concurso Público.

Enquanto a Organizadora do certame avalia a "qualidade" dos candidatos (e, por tabela, a qualidade dos cursinhos e dos materiais didáticos que prepararam esses candidatos), a Organizadora de Recursos avalia a "qualidade" das questões. Dessa forma, o respeito às regras aumenta e o processo melhora como um todo.


Como funciona a Organizadora de Recursos do Instituto Integral

O Instituto Integral conta, atualmente, com uma equipe de profissionais altamente qualificada, composta somente por Mestres, Doutores e Pós-Doutores em suas respectivas áreas de atuação. Dificilmente um recurso cuja Fundamentação Teórica tenha sido elaborada por um profissional de alta qualificação é refutado pela banca examinadora.

Os interessados em contar com os serviços de nossa equipe, deverão proceder da seguinte forma:

1. Encaminhar a prova inteira do certame (escaneada, não fotografada).

2. Informar claramente todas as suas marcações nas questões.

3. Enviar o gabarito completo informado pela Organizadora.

4. As provas recebidas serão imediatamente enviadas aos nossos Consultores e Pareceristas, para o levantamento do gabarito e elaboração do "diagnóstico", informando o número de questões passíveis de anulação.

5. O solicitante é imediatamente avisado sobre o número de questões passíveis de anulação e o valor do serviço.

6. Havendo a contratação do serviço, as fundamentações teóricas serão enviadas em no máximo 24 horas ao solicitante, para o encaminhamento à banca examinadora.

7. Caso haja indeferimento por parte da banca examinadora, o candidato deverá interpelá-la judicialmente.

Lembre-se do seguinte: a maioria dos Concursos Públicos dá um prazo de apenas 72 horas para o encaminhamento de recursos. No caso do Teste ANPAD, esse prazo é de apenas 48 horas. Encaminhe sua solicitação para contato@institutointegral.com.br com a máxima antecedência possível.


Vantagens de um Recursos bem fundamentado

Já ouvi candidatos dizerem que não procuram profissionais qualificados para redigir e fundamentar seus recursos porque "eles cobram caro".

Criamos um grupo específico no Facebook (Recursos em Concursos Públicos) e outro no Whatsapp, para que os candidatos se reúnam em grupos e façam o rateio do valor do Recurso entre eles.

Por exemplo: num prova com 10 questões, em que duas delas mereçam anulação, cada recurso poderá sair em torno de 1.000 reais, totalizando 2.000 reais pelo serviço. Um grupo de, digamos, 20 candidatos, dará uma quota de 100 reais por candidato: uma quantia irrisória, diante do resultado final a ser alcançado.

São indiscutíveis as vantagens de um recurso bem fundamentado e bem redigido, mas é preciso ressaltar que o candidato não pode apostar todas as suas fichas nisso.

Antes de tudo, é necessário reservar um tempo razoável para sua preparação e escolher com cuidado, tanto o material didático, quanto o curso preparatório, se for o caso. Lembre-se de que a maioria dos recursos que recebi em minhas questões vieram de professores de cursinho sem o domínio conceitual mínimo para fundamentar os recursos.

Antes de comprar suas apostilas ou se matricular em um cursinho, o candidato deverá ter o cuidado de pesquisar quem são os autores das apostilas ou os professores dos cursinhos (formação acadêmica e experiência profissional), para que não percam tempo, dinheiro e uma boa oportunidade de conquistar um cargo público bem remunerado.

Lembre-se de que, para que você esteja qualificado para o cargo que pretende conquistar, deverá selecionar um profissional qualificado para ajudá-lo a chegar lá...

Abraços e sucesso!
MGA

A pedido de alguns candidatos (ex-alunos do Instituto Integral), analisamos a prova de RLQ - nível superior do concurso para a Assembléia Legislativa do RS. Veja o arquivo neste link: http://bit.ly/2EGsSWg